25
Fev 08

Destaco aqui a entrada e parte do prato principal.

 

A entrada porque já todos pensámos derreter queijo e comê-lo assim, à colherada. Poucos de nós o fizeram efectivamente mas vale bem a pena. O desempate entre o queijo com orégãos e queijo com tomate foi feito por um as pessoas-têm-ideia-que-é-mais-enjoativo-mas-eu-pessoalmente-gosto-mais. E até eu, agora, sem ter provado o outro, posso dizer que, pessoalmente, também gosto mais. Por mim jantava aquilo.

 

A parte do prato principal de que falava não é, mas podia muito bem ser, o bife. Podia ser, não fosse eu uma especialista em acompanhamentos. Uma das poucas pessoas do mundo que pode afirmar, sem rodeios, que o melhor de uma caldeirada, assim para dar um exemplo, são as batatinhas às rodelas, naquele ponto em que a colher de servir não as desfaz mas uma pressão bem aplicada de um garfo as transforma rapidamente em puré, quiséssemos nós. E não queremos, já agora. Então a parte do prato: o acompanhamento - uma generosa batata para comer com colher, assada no forno e com uma noz de manteiga a derreter no prato.

 

Ir para as sobremesas é um crime. Haja fome e ataquem-se as entradas. Mesmo que no fim.

publicado por ag às 22:58

pesquisar neste blog