20
Jul 08

Não tenho memória da última vez que estive sete horas em pé. Talvez já tenha acontecido, não o nego, porque a sensação de que a base das costas se estilhaçava a cada espirro que dava (no regresso a casa), não me era, em absoluto, desconhecida.

 

Apontamentos:

 

1. Bebi água do Vimeiro (da sem bolhinhas, atenção) e é uma experiência que não pretendo repetir nos próximos anos, salvo em situações de excepção como, por exemplo, toda a água do mundo acabar e ficarmos reduzidos a água Vimeiro para sobreviver. Ou, depois de ter passado 15 horas perdida no deserto, ser encontrada por uma equipa especializada em salvamentos cujo único stock de água potável são garrafinhas de água do Vimeiro. Aí bebo, sobretudo porque era uma indelicadeza da minha parte.

 

2. Um agardecimento especial para o Montepio que tão generosamente nos ofertou um holofote portátil, um para cada pessoa que aquilo é gente que só está bem é a dar aos outros, o que me possibilitou um trabalho de luzes que em muito engrandeceu o evento.

 

3. A Adriana não me pareceu com muita vontade mas eu também era capaz de me cansar se repetisse milimetricamente as mesmas deixas nos meus concertos (se bem que neste nem deixas houve, o que também deve ser igualmente chato, que é só aquilo de estar ali a cantar e mais nada). Aquele ar entediado não é muito estimulante à uma da manhã e todo aquele frete acaba por ser constrangedor. Talvez fosse um mau dia. Vamos todos acreditar que sim.

 

 

Reportagem fotográfica a cargo de Hipervitaminose, que eu não sou pessoa para ficar com os créditos de ninguém.

 

publicado por ag às 15:31
tags: ,

comentário:
A água do Vimeiro o quê? Tenhamos um pouco de tino quando publicamos coisas. A água do Vimeiro é uma das melhores águas que se podem beber pois contem sais minerais essenciais à vida, coisa que águas como a do Luso não apresentam.

Cada qual, tem os seus gostos mas até parece que assim que bebeu a água do Vimeiro ia morrer.

Espero que nunca tenha de passar por nenhuma das situações que disse pois se calhar nem água do Vimeiro tem, e depois??
SF a 7 de Agosto de 2008 às 08:15

pesquisar neste blog