10
Ago 09

Eu não sou uma pessoa avessa às emoções fortes, que não sou. Tipo, sei lá, uma montanha russa com muitos g, mesmo a mais alta da Europa. Estilo uma com muitos loopings e uma aceleração em 2,5 segundos dos 0 aos 100. Gosto disto tudo, tenho feito, acho tudo muito bem.

 

Aqui há uns dias, ontem andei numa roda gigante. Numa roda gigante. Aquela coisa lenta em que nem cinto de segurança nem sequer barrinha para as mãos se vislumbram. Nem um grito se ouve. Um ai aqui ou ali. Nada. E o que é que acontece? Acontece que aquilo começou a subir e instalou-se, imagine-se, um desconforto. Pânico. Não consegui ver as vistas, pelo menos outras que não os meus pés.

 

E é isto. Eu já não vou para nova, é o que é.

 

 

publicado por ag às 19:14

pesquisar neste blog